Como motivar os estudantes?

Olá. Para o post de hoje, recebi sugestões de meus amigos @filiperocha91 e Henrique Reis. Ainda deverei desenvolver essas e outras sugestões que recebi em posts seguintes.

No quarto período do meu curso (estou indo ao quinto agora), tive aula de circuitos elétricos com o coordenador do curso. Suas aulas eram chatíssimas, ótimo sonífero. Mas um dia, ele começou a falar sobre aplicações práticas do que a gente estava aprendendo. Estávamos todos bem entretidos com a aula porque aqueles seriam os cálculos reais que faríamos quando estivéssemos trabalhando. Mas aí, no melhor da conversa, o professor dispara: “Já conversamos muita besteira hoje, vamos voltar pra aula”. E eu voltei a dormir.

Ok, esse quase me enganou. (crédito: http://migre.me/3Oyam)

Como falei em algum post anterior, a escola/universidade e as aulas têm que ter um atrativo a mais para convencer o estudante a frequentar esse ambiente. Que atrativos seriam esses?

Música. As escolas poderiam fazer acordos com as escolas de música do município. Poderiam lhe ser cedidas algumas salas da própria escola para incentivar os alunos a praticarem música num horário conveniente (depois da aula, por exemplo). Isso incentivaria a permanência dos alunos na escola; talvez seria interessante um abatimento na mensalidade da escola de música para alunos que tirassem boas notas.

Eventos de convivência. Escolas e universidades não são mais ambientes somente de aprendizado; são lugares de convivência, amizades. Pensando nisso, meu amigo Henrique Reis sugeriu que as escolas/universidades organizassem uma semana de jogos olímpicos internos, que certamente reteriam os estudantes, além de propiciar o bem-estar coletivo. Com esse mesmo objetivo, Henrique também sugeriu que as escolas tenham um espaço para hortas, tendo cada aluno sua própria mudinha. Se eu tivesse uma mudinha no meu colégio, eu gostaria de ir pra lá todos os dias pra cuidar dela direitinho 🙂

Aulas. Claro, precisamos de aulas interessantes. Para isso, o professor tem que perder a timidez e o medo do ridículo. Tem que ser engraçado, contar piada quando perceber que a sala tá dispersa, fazer alguma coisa diferente. Por exemplo, caso haja datashow disponível, o professor poderia passar algum desses vídeos hilários que a gente vê no youtube, só pra rir à toa mesmo, pra mostrar que o professor é um cara normal (eu mostraria o vídeo de homenagem a Paul McCartney!). Caso não haja datashow, pode investir pesado em curiosidades sobre o assunto da aula, ou pode falar de histórias engraçadas de sua vida. Tudo isso vai deixar a aula mais animada, e os alunos, mais motivados.

Surpresas. Imagine que surpresa: você chega um dia ao seu colégio, tá lá vendo a aula, e, de repente, a diretora chega convocando todos os alunos para o pátio para um evento surpresa, ex.: relembrar a infância! Haveria algodão doce, pula-pula e mais outras coisas que usávamos quando crianças. A mesma coisa pode ser feita na universidade: ex.: no pátio de algum departamento, haveria uma apresentação de algum conjunto artístico. Às vezes acontece um desses eventos no CAC (Centro de Artes e comunicação) da UFPE. Esse é um dos motivos de eu passar por lá sempre que posso, mesmo estudando no Centro de Tecnologia. Esse tipo de evento fica na cabeça do aluno, dá vontade de ir pra escola só pra ver se tem algum evento-surpresa.

Tem muita coisa ainda pra melhorar o ensino, mas acredito que havendo vontade e disposição para essas mudanças básicas, muita coisa mudaria. O que vocês sugerem?, o que motivaria vocês a irem à aula?

Anúncios

3 Comentários

Arquivado em Nova escola, Nova universidade

3 Respostas para “Como motivar os estudantes?

  1. Rodrigo

    Deveria haver áreas de “especialização” na escola. Como aprender a cozinhar, costurar, plantar, programar, cantar, instrumento musical, esportes mentais, lavar compartimentos, vender. Enfim, várias coisas, que você saísse da escola pronto para qualquer desafio.

  2. Concordo. Coincidentemente, era exatamente sobre isso que eu estava falando com Henrique, seria assunto para outro post (talvez ainda seja). Nessas áreas de especialização (prefiro chamar de cursos), seria interessante que os alunos pudessem organizar a logística, divulgação etc, com uma assessoria da direção. Seria uma negócio bem AIESEC, pra incentivar trabalho em grupo e liderança.

  3. tttt

    boa sugestão. concordo e acredito que o aluno que experimenta mais, aprende mais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s